O melhor aroma para acalmar o bebê

Cada vez mais, recebo no insta da @miie_unique_essence mensagens de mães que me pedem orientação sobre qual aroma podem ou devem utilizar na luta diária de acalmar e tranquilizar seu bebê.

Então, resolvi dedicar este blog aos nossos tesouros, que nos derrubam com aquele olhar de admiração e de puro amor, mas voltando ao assunto a minha resposta, vira uma pergunta: Quem de fato precisa se aclamar? Eu faço essa pergunta porque, como mãe de gêmeos, eu percebia e percebo claramente que o ser que mais precisa desenvolver calma sempre foi e sou, eu….

O universo da maternidade é um encontro claro aos nossos desafios e aquilo que ainda não foi descoberto, e não desenvolvido em nós mulheres, mas aos poucos vamos nos redescobrindo e nos adaptando. Eis ai, claramente a manifestação da natureza!

Voltando ao nosso assunto principal os nossos bebês: lendo, estudando e fazendo pesquisas com profissionais de ponta na área da gestação e infantil, descobri que, assim como eu, eles consideram muitissímo a importância da preservação do olfato infantil. Isso porque o olfato é o único sentindo que nasce pronto e desenvolvido no bebê. O primeiro sentindo guia de conexão do seu filho será o seu sentindo de reconhecer os aromas e cheiros.

O que todos nos indicamos é a preservação deste sentido, é muito importante deixar espaço para o bebê sentir o aroma natural dos pais, da casa, do bairro, sem muita interferência cosmética, independente da origem, aromas sintéticos ou naturais.

O aroma que mais acalma seu filho, 99% das vezes, será o seu cheiro, o seu feromônio, o cheiro da sua pele, o aroma do leite materno, e um pouquinho mais a frete, se seu filho vier a eleger um Dudu (objeto transacional) o cheiro dele, bastante comuns na  primeira infância.

E para a mãe? Qual o aroma que mais acalma? Sem dúvida o delicioso e indescritível cheiro do seu bebê.

Ele vem carregado de feromônios que explodem em uma liberação de oxitocina – hormônio do amor, bem estar da e tranquilidade. O aroma do bebê nos ajuda a criamos o vínculo emocional. A química da maternidade é linda!

Como superar tantas noites em claro? Dores do parto? Cheiros de coco, xixi e de azedo? Mesmo sem estar com seu coração e corpo preparados para amar e possuir a força necessária para realizar tudo que for necessário para o cuidado e preservação do ser mais amado? Pensamos: não vamos conseguir! E para nossa surpresa, nos superamos e sabem por quê? Por causa do vínculo emocional que criamos com os nossos pacotinhos de amor, no meu caso foram dois de uma vez.

É algo tão instintivo e já foi comprovado em uma pesquisa internacional envolvendo EUA, Suécia e Alemanha, no qual comprovaram que qualquer mulher sendo exposta ao aroma de um recém-nascido, há dois dias pelo menos, ela tem uma reação cerebral similar ao uso de uma droga ou a se alimentar com algo extremamente gostoso. O olfato é tão poderoso porque, sem dúvida nenhuma, é o nosso sentindo mais rico, possuímos 25 milhões de receptores olfativos únicos que se combinam e criam uma grande diversidade de aromas.

Seu filho tem aquele bichinho de pelúcia ou paninho que não larga ou troca de jeito nenhum? Para o pediatra e psicanalista inglês, Winnicott, definiu esse bichinho ou paninho como objeto transicional, aquele eleito pela criança para apoia-lo no desenvolvimento emocional, e elaborar a ausência materna. O bebê não possui a consciência de que ele e a mãe são pessoas diferentes, ao nascer, segundo o autor. A construção da individualidade inicia-se com a evolução do bebê por meio da relação materna. O bebê, ao se sentir confiante para conhecer o mundo em sua volta e a se conhecer também, começa a descobri suas possibilidades e limites. Vale ressaltar que nem toda criança sente necessidade de ter ou usar um objeto transicional e não existe nada de errado nisso. O objeto transacional, tem um cheiro, um blend do suor do bebê, com feromônio, babinha e um toque de infância, com pequenos fragmentos das comidinhas prediletas deles.

Se você escolher utilizar óleos essenciais no seu bebê, seja para diminuir um sintoma ou substituir um alopático por um medicamento natural, ou seja para fazer um ritual do sono.

Eu iniciei o uso dos óleos essências nos meus bebês quando eles estavam com 2 meses.

Divido com vocês algumas receitas naturais que comecei a utilizar nos meus bebes logo que nasceram e que me ajudaram na caminhada do desbravamento da maternidade, tornando os meus dias mais leves.

RECEITAS

Óleo de joboba (Simmondsia chinensis) 80% | Indicação: auxilia nas assaduras, queimadura solares, hidrata a pele e tem ação antioxidante.

Óleo de Rosa mosqueta (Rosa rubiginosa affinis) – 20% | Indicação: cicatrizantes para assaduras, ótimo no período de dentição.

A dentição cria uma preparação gástrica deixando a fezes mais ácidas e as assaduras terrivelmente mais fortes, podendo o bebê ter fissuras na pele, esta mistura auxilia na rápida cicatrização. Misture estas proporções em um frasco esterilizado com dosador ou pipeta e conserve longe da umidade e calor.

Chá de Camomila (Matricaria chamomilla) e Erva doce (Pimpinella anisum). Na suíça a ingestão de chá ocorre no 4 mês. Abaixo a imagem da marca com o blend e indicação. A partir dos 2 meses colocava na água do banho um xícara com o chá de camomila na banheira nos dias de stress.

Florais de Bach – Rescue – 4 gotas diretamente na pele do bebê ou na agua do banho, auxilia no equilíbrio e nos desafios emocionais em cada fase do seu desenvolvimento do bebê. As essências são naturais, sem contra indicações, e sem efeitos colaterais. Indicado para acalmar, trazer tranquilidade e amenizar qualquer choque. Os Florais são remédios vibracionais e muito seguros para aplicar nos bebês e crianças.

Óleo de massagem com Lavanda. Propriedades: hidratação da pele, cicatrização, equilíbrio emocional, aumento do sistema imune, tranquilizador e acalmar. Em um frasco de vidro 30ml com pipeta (frasco de floral) esterilizado. Colocar: 30ml de óleo de jojoba (Simmondsia chinensis) – (até a marquinha do frasco) – corresponde a 25gr 0,5% de óleo essencial de lavanda (Lavandula angustifolia)  – 0,125gr de óleo essencial de lavanda aproximado a 3gts de lavanda. Misture tudo e guarde fora da luz, umidade e do alcance de crianças O óleo vegetal pode se contaminar com velocidade, então não toque na pipeta.

Sugestão de uso: massagem no bebê (shantala), em machucados ou conduções e cólicas (massagem em sentido horário)

Banho de Lavanda (Diluído para banho do bebê) Propriedades: equilíbrio emocional, aumento do sistema imune, acalma, tranquilidade, paz e cicatrização. Em um frasco de vidro 30ml com pipeta (frasco de floral) esterilizado. Colocar: 30ml de álcool de cereais equivale a 24grs 0,5% de óleo essencial de lavanda (Lavandula angustifolia) , corresponde a 2gts . Misture tudo e guarde fora da luz, umidade e do alcance de crianças. Agite antes de utilizar, colocar até 6 a 10 gotas do preparado na banheira do bebê, após lavar rosto e cabelos.

Outros óleos essências que podem ser utilizados para bebê Sempre diluído a uma dosagem máxima de 0,5% Lavanda (Lavandula angustifolia), Camomila Romana (Anthemis nobilis) Camomila Germânica (Matricaria recutita) e Mandarina (Citrus reticulata).

Confira um vídeo complementar sobre esse assunto no nosso IGTV (Instagram: @miie_unique_essence)!

Uma marca de produtos e cosméticos exclusivos com elegância e inovação no seu DNA.

Entre em contato

• +55 48 9 9935-8109 – Brasil

• + 41 79 397 2463 – Suiça

• office@miie.com.br

Nos siga no Instagram

@miie_unique_essence

Todos os direitos reservados a Miie Unique Essence – Site desenvolvido com por Agência Agora Publicidade

Abrir conversa
Oi, posso ajudar você?
Olá! Podemos ajudar você?